Entrada Heterosexuais

Heterosexuais

Minhas mais loucas e apaixonantes loucuras de amor

Apresento-me como Bob, moreno porte atlético, 1,72m, apresentável, na média nacional de aceitabilidade e tenho uma noiva branca, 1,65m, lindos cabelos cacheados, seios médios, uma bundinha arrebitada de dar inveja, detalhe adora calcinhas minúsculas, tem 26 anos, é uma safada de natureza, coisa que qualquer homem gostaria de estar ao seu lado. Farei uma breve introdução de como tudo aconteceu e de como estamos juntos. Viajávamos muito juntos e às vezes nos encontrávamos em certos encontros e manifestações, estudamos e moramos em cidades distantes, decorrente ao movimento estudantil da universidade, porém aquela mocinha linda, brigona, mais que tinha um charme especial, mais que era amiga minha, passou a acender algo dentro de mim, mais nunca demonstrava isso a ela, porém jamais deixei de conversar e jogar algumas indiretas, mais ela jamais deu muita importância ou me notou com interesse. Afastei-me das atividades estudantis, e até mesmo da universidade por motivos de saúde de um familiar, esse período durou mais ou menos um ano e meio, mais sempre conversava com essa moça via NET, e quando podia estava nos corredores da universidade em eventos, manifestações políticas ou mesmo para distrair a cabeça dos problemas relacionados a saúde na família, e ela sensibilizada com a minha história de lutas e às vezes tendo que abandonar as minhas atividades acadêmicas, mais sempre me dava força e muita esperança quando conversávamos. Mais sempre que aparecia em minha cidade, no campus onde estudo, indagava aos meus amigos sobre mim, naquele momento me sentia prepotente, por não conseguir fazer nada a aquela pessoa necessitada, somente ajudar de todas as formas. Certa vez estava no pátio da universidade e estava acontecendo um encontro com alunos de vários campus da mesma universidade, há vi pela tarde passeando pelo pátio, nos cumprimentamos, trocamos algumas palavras e cada qual seguiu o seu caminho, até aí tudo bem, fiquei muito feliz em revê-la, fazia muito tempo que não a encontrava pessoalmente. A noite sabia que teria uma festa desses alunos, pois sempre tem mesmo, isso é como um ritual. Arrumei e rumei para a tal festinha que rolava no prédio da universidade, chegando me entrosei com a galera, bebendo todas e mais algumas, em determinada hora resolvi sair do prédio e dar uma volta pelo pátio, quando me deparo com a mocinha agarrada no pescoço de uma camarada, mais de boa, até então não tínhamos nada, já estava com umas na cabeça e louco para vomitar aquilo que estava engasgado na garganta, falei muita besteira, lógico que não disse muita coisa em relação ao que sentia, mais estava muito enciumado com aquela cena. Ela por sinal estava louca para pular em meu pescoço e me esfolar vivo, sem saber realmente de nada, passado alguns dias, estava conversando com um amigo no MSN e ela entra, e chama a minha atenção, começamos a conversar como se nada havia acontecido, mais depois de alguns minutos de papo, puxou o assunto que estava muito curiosa para saber, se estava com ciúmes do cara que estava com ela, naquela noite, disfarcei de modo bem natural, e disse que gostava dela de uma outra forma, não como amigo, ela tinha me indagado que certa vez até me olhou com interesse, mais que me achou muito metido, coisa que não sou, mais era muito difícil e raro as minhas saídas na noite. Daquele dia em diante mudamos o rumo da conversa e conversávamos de tudo, em especial sobre sexo, e disse a ela que não fazia sexo, mais fazia amor, e que me entrega a minha parceira, ela como é muito curiosa e não ter muita experiência nesse campo, criando uma expectativa imensa em conhecer e aprender a arte do amor, e essas conversas eram praticamente quase todos as noites, como um ritual diário, e quando não me conectava ou mesmo ela, ficávamos perdidos. Certa vez propus a ela que ficássemos juntos e se rolasse poderíamos namorar, ela sempre relutando com essa palavra de compromisso, mais deixei por isso mesmo, não mais a perturbava com esse assunto. Certa vez estava sem PC, e ficando impossibilitado de conectar na NET, ela me mandava muitos e-mails, querendo saber o porque havia sumido, já sabendo da real intenção dela que estava ficando apaixonada pelo cara da internet, e sentido uma coisa muito estranha que jamais sentiu por homem algum, resolveu aceitar um trabalho em outra cidade, aproveitando o trabalho e a falta de acesso para sufocar seus sentimentos, mais de nada adiantou, porque foram ficando mais fortes. Conseqüência não adaptou na cidade e lubridiada (enganada) com a proposta de trabalho, retornando para a sua cidade e sua família. Retornamos aos nossos encontros virtuais diários, certo dia ficamos conversando até o dia amanhecer, ouvia o galo cantar quando nos despedimos, e foi quando ela revelou que queria ficar comigo (namorar), fiquei muito feliz por aqui, mais tinha ainda um empecilho muito grande que impedia a nossa relação decolar, que era e é a distancia, é mais quem está na chuva é para se molhar, não contestei, somente aceitei, era tudo que mais queria mesmo. Nosso primeiro encontro aconteceu depois de alguns meses, ou melhor, quase completando um ano de bate-papo, mais não foi muito bom esse desenrolar, porque nos encontramos e fomos conversar em uma pracinha, mais parece que estava preparado para tudo que pudesse acontecer, e neste dia havia um show nacional, que nem me lembro, mais ela ainda estava muito insegura quanto ao relacionamento e me disse muitas coisas poderiam atrapalhar, a distância , entre outras mais, fiquei na minha, nos abraçamos e a levei de volta onde havia ficado hospedada. Pediu-me para ir com ela ao show, mais achei melhor ir para casa, mais antes disso me fez prometer que não sumiria, que gostaria de continuar nossos encontros virtuais, disse que sim. Ela sabia bem que nunca deixava de cumprir uma promessa ou voltar atrás das minhas falas. Isso prosseguiu por mais alguns meses e nossas conversas foram ficando mais quentes que as normais, sempre com muito ardor e tesão nas palavras, que sempre ficávamos alucinados. Foi quando me confidenciou que estaria resolvendo umas coisas no conselho da sua categoria e ficava próximo da minha cidade, e que seu aniversário seria naqueles dias, me preparei para aquela ocasião, porque a primeira impressão é a que fica, havia enviado a ela um lindo espartilho preto e um conjunto de oncinha que iria ficar um espetáculo no corpo dela, mais ainda tinha alguns truques na manga, outros apetrechos sexuais (pomadas, óleos de massagens, entre outros), quando cheguei na cidade, liguei para ela, dando a informação onde poderia encontra-la. Estava muito excitado e cheio de tesão para encontra-la e possuí-la finalmente. Encontramos-nos no shopping, trocamos um longo e delicioso beijo, e saímos para um lugar mais reservado, conversamos muito e nos descontraímos, no meio da conversa estava muito tenso, e resolvemos tomar umas cervejas, e a conversa rolava naturalmente sobre todos os assuntos possíveis, e foi quando ela propôs que fossemos direto para um lugar mais sossegado possível e onde poderíamos experimentar os nossos corpos e para a primeira aula demonstrativa da arte do amor, pegamos um circular e rumamos para casa de minha irmã, para deixar as nossas mochilas, pegamos o necessário para a noitada de aprendizagem e rumamos para o motel, que ficava próximo do condomínio onde mora minha irmã. Chegando lá, agi naturalmente, como os casais fazem, e nesta altura não estava com muita pressa, tomamos um banho, colocou o conjunto de oncinha, nos pegamos feitos dois gladiadores famintos por vitória, nos entregamos nas preliminares. Nossa lembro-me que percorri o corpo todo dela com a minha língua dos pés a cabeça, mais confesso que aquela mulher seria minha de todas as formas possíveis naquela noite, e foi quando comecei a sessão de massagens corporais com óleos e outras loções para que pudesse deixá-la bem à vontade, quando comecei a usar um gel de sabor de chocolate, que esquenta muito a libido, e é ótimo para o sexo oral, ela não se agüentava de êxtase e prazer, podia sentir seu corpo contorcer feito uma malabarista, confidenciou a mim que ninguém havia dado a ela tanto prazer e tesão que eu, mais não parei, continuei a provocá-la com a minha língua em riste, a fodia com minha língua, ora lambendo, chupando, mordiscando a buceta e o cúzinho, que nessas alturas estava extremamente encharcada de muito gozo, que consegui contar ela havia gozado umas oito vezes seguidamente, isso era somente as preliminares, e sua bucetinha estava toda inchada e ardida de tanto que havia chupado. Posso confessar a vocês que havia ficado com muitas outras mulheres bonitas, sensuais, fogosa, mais nenhuma conseguiu me acompanhar nas minhas transas, sempre pedia para parar, porque ficavam toda assada, devido a maratona sexual, que as provoco, conseguindo me segurar para não gozar por horas afim de pau dentro. A deixei brincar com meu cacete para descansar e me repor para a segunda parte da aula. Quando retomei o controle, ela me implorava para penetrá-la que não mais agüentava esperar mais para sentir meu cacete dentro da sua grutinha do prazer, me concentrei muito e comecei a penetrá-la de forma carinhosa e com muito tesão, trocávamos de posição todas as horas, isso mesmo, tenho uma concentração de ficar horas penetrando sem ejacular, mais confesso a vocês que quando ela gritava de tesão e urrava quando gozava, tirava minha concentração e explodi junto com ela. Logo me recompus e novamente partimos para uma nova foda, mais demorada que a primeira, só que nessa a deixei fazer tudo o que ela queria e tinha vontade, pois adora cavalgar e ser penetrada de quatro, e adoro penetra-la de quatro e ficar olhando a sua bundinha arrebitada e redonda. Nesta noite saímos do motel pelas três da manhã, chegamos na casa de minha irmã e dormimos agarradinhos, nos recompondo para a noite seguinte agora usando o espartilho que era a sua fantasia mais louca, mais essa fica para a próxima vez.................

Ler mais: Heterosexuais



Adicionar aos teus Social Bookmarks favoritos
Reddit! Del.icio.us! Mixx! Free and Open Source Software News Google! Live! Facebook! StumbleUpon! TwitThis Joomla Free PHP
 

mil e uma noite de amor

[email protected](os) leitores, meu nome é "Afrodite" irei descrever para vocês minhas características físicas tenho 25 anos, baixinha (1,60 aproximadamente), seios médios, bumbum arredondado e empinado, cabelos enrolados e longos. Sou noiva de um rapaz muito experiente e que me deixa louca de tesão... Porém moramos em cidades distintas. No final do ano resolvi fazer uma surpresa para ele com minha visita inesperada. Quando cheguei mandei uma mensagem que queria vê-lo e que estava na cidade. Combinamos de nós encontrarmos mais a noite. Tomei um banho demorado, passei a maquiagem, vesti uma calcinha fio dental de oncinha (ele fica louco quando estou de fio) uma calça apertada que define bem minhas formas (que ele adora) e ousei no decote. Ficando assim irresistível para que ele não tivesse dúvidas da escolha acertada que ele tinha feito ao me escolher. Ele foi me buscar e resolvemos ir a um bar onde tocava música ao vivo e os amigos dele estariam lá (os amigos dele não conheciam a "famosa" noiva e os que conheciam não acreditavam que estávamos juntos) então imaginem a euforia... rs. Adentramos o recinto e todos os olhares se voltaram para nós...direcionamos para uma mesa, onde estava os amigos dele e fui devidamente apresentada. Durante a noite a conversa fluiu de forma muito agradável com todos na mesa e outras pessoas que chegavam para cumprimentá-lo. Mas, durante a noite resolvi provocá-lo, mostrar o quanto à noiva dele é Gostosa. Comecei a olhá-lo de forma provocante e me insinuar deixando q a minha calcinha aparecesse de forma "não intencional", retirando meus cabelos que insistiam em tampar meu decote..rsrs. Com isso eu não consegui a atenção apenas do meu noivo, mas dos homens que estavam na mesa e os outros que estavam observando a cena... rss. Beijamos de forma provocante, dançamos. Ele levantou da mesa em que estávamos e foi cumprimentar outros amigos que estavam em mesas mais afastadas eu permanecia ali com os amigos dele. O mesmo não sabia se conversavam comigo, se me olhava ou se desviava o olhar... Ficando todos desconcertados com a situação, mas nos momentos em que ele não estava tentava não ser provocante, mas as cenas de sedução que eu havia feito para meu noivo já tinham impregnado no imaginário deles, eu tentava mudar o rumo com conversas, perguntas sobre o cotidiano deles (faculdade, sobre minha cidade, pessoas em comum...). Eu estava adorando o jogo de sedução e quando ele não estava na mesa ficava pensando em como iria deixá-lo mais louco de prazer (pensei em chamá-lo para me ensinar a jogar sinuca, para que ele tocasse meu corpo na hora de segurar o taco e depois de ensinado iria ficar de frente pra ele e debruçar sobre a mesa revelando ainda mais o meu decote, essa é uma da amostra do que passou pela minha cabeça pra provocar esse homem q me deixa louca de amor e de Tesão)... Meu noivo retornou a mesa e fomos ao bar pedir bebidas, encontramos um amigo nosso em comum que não acreditava que estávamos juntos...rs tivemos que nos beijar para ele acreditar (segundo meu noivo o "nosso amigo" era doido para ficar comigo, porém nunca conseguiu) ele pediu se poderia dançar comigo, antes que EU respondesse meu noivo disse que não. Daí meu noivo me conduziu até o salão para mostrar o seu poder e ficava dançando de forma provocativa e despertando os olhares de muitos no salão, teve um que nós seguia com o olhar, me comendo de cima em baixo, daí entrei na onda do meu noivo e dançava me esfregando nele, beijando... Retornamos a mesa e ele me apresentou para mais algumas pessoas. Passado um tempo meu noivo foi ao banheiro e eu me levantei pra conferir a produção. Encontramos-nos no meio da pista de dança ele estendeu os braços para dançar e eu determinada e cheia de charme e muito confiante e tinha um rapaz na frente dele achando q estava na sua direção em me chamou para dançar, disse que iria dançar sim, mas não com ele e sim com o moço que estava atrás dele... rsrs. Meu noivo ficou ainda mais safado por instinto, por que ele só me viu desviando do moço não havia ouvido nossa conversa. Depois disso, meu noivo me chamou pra sairmos dali, mas retornaríamos... Fomos a uma praça e discutimos por que ele falava que eu não queria que Eu fosse apresentada como noiva porque eu falava que era a namorada (eu não queria saber nem em namorar e quando aceito a idéia de estar namorando ele me apresenta como noiva, mas hoje isto está bem resolvido), mas na verdade ele estava era com ciúmes por que ele falou "você quer ficar com um daqueles caras" eu disse que não, mas se ele quisesse eu ficaria sim...ele disse que não e demos por encerrada a conversa e ficamos de boa. Voltamos ao bar e continuei provocando-o e agora muito mais... rs. Ficamos em pé abraçados esperando liberar algumas cadeiras e enquanto isso fiquei esfregando minha bunda no cacete dele... Ele ficou cheio de excitação e tesão, quando percebi fiz a descrição da calcinha que estava vestindo e que estava muito excitada, na mesma hora ele me propôs a irmos para a casa dele. Claro que aceitei estava ansiosa por este momento. Quando chegamos ao quarto dele me informou que havia uma caixa de presente para mim. Quando abri pude ver que era uma caixa cheia de calcinhas uma mas sexy que a outra, fui me despindo e provando cada uma delas para ele....Ele me acariciava e admirava meu corpo com os presentes, provei mais ou menos umas 7 e cada uma que provava era um desfile...rsrs. Perguntei qual delas que ele iria querer ele falou que era a de moranguinho (ela é um fio e tem um aplique de um morango e com cheirinho) ele não se agüentou agarrou-me e jogou-me na cama louco de tesão, também não é por menos o provoquei a noite toda...rs. Ele me tocava com urgência, com força, me beijava, me mordia, me chamava de safada por que tinha provocado a todos e que agora eu iria ter o que eu merecia...foi tirando minha calcinha com a boca e chupando minha buceta com gosto, prazer, com força, se lambuzando todo com o gozo do meu prazer e me fez gozar muitas vezes em sua boca, depois ele me possuiu com muita paixão e intensidade, fazendo com que meu corpo estremecesse de prazer e eu pedia para ele me possuir com força, ele falou que iria me possuir e me fazer gozar muitas vezes para que eu não desejasse ficar com nenhum daqueles homens que estavam doidos para me comer... Daí provocava-o ainda mais dizendo que se ele não me comesse do jeito que eu merecia eu ia dar para outro. Ele ficou louco saiu de si e me deu um tapa no meu rosto e disse que homem nenhum me possuiria que eu era só dele. Possuindo-me com força, me mordendo, beijando meu pescoço (ele sabe que fico doida dependendo a forma que beija meu pescoço), puxando meus cabelos e nessa altura meus gemidos já havia aumentado eu já estava gritando de tanto prazer, ai sim ele ficou louco de tesão e me perguntava se eu queria outro homem. EU dizia que não, que o macho que eu precisava já tinha. Que me enlouquece de paixão e tesão, ele me possuía em diversas posições; uma hora com movimentos e toques bruscos e outras de forma sutil e esse misto ia só aumentando meu libido, o cheiro de sexo já estava espalhando no quarto e adoro cheiro de amor... Nossos corpos quentes se entrelaçando um ao outro cheio de prazer, vibrando com cada sensação maravilhosa. Fizemos amor até nos sentir saciados de tanto prazer; quando terminou ficamos ali abraçados sentindo a pulsação do nosso corpo saciado de prazer...Fomos tomar um banho e dormimos agarradinhos a noite toda. Neste, dia tive a certeza que tinha escolhido o homem perfeito para ser meu noivo e ele descobriu o quanto à mulher dele é GOSTOSA e desejada... Quando acordamos estávamos cheios de prazer e tesão, mas a continuação dessa história ficará para a próxima....rs.

Ler mais: Heterosexuais



Adicionar aos teus Social Bookmarks favoritos
Reddit! Del.icio.us! Mixx! Free and Open Source Software News Google! Live! Facebook! StumbleUpon! TwitThis Joomla Free PHP
 

minha segunda vez dando o cuzinho e primeira chupando uma ro

Minha segunda vez dando o cuzinho e primeira chupando uma rola Ola pessoal este e meu segundo conto, como foram relatados no primeiro como comecei sentir prazer em pirocas duras, na primeira vez só fui enrrabado nem curti muito mais foi se passando o tempo e eu sempre me lembrando daquele episodio e me dava muito teso, mas ate ai só pegava mulher mesmo e comia bem gostoso sempre fui daquele tipo de homem que primeiro dou prazer a uma mulher porque assim consigo obter meu prazer Maximo, mas vamos ao conto que também e verídico, pois bem depois da primeira vez que levei uma rola no cuzinho fiquei com tesão e comecei a desenvolver meu lado bi sexual, depois de um ano mais ou menos conheci um rapaz chamado julho La na cidade no bairro floresta, pois rodava La na esperança de encontrar aquele homem que me comeu, fiquei muito amigo do julho e ele me convidou pra ir ate onde ele trabalhava, era numa gráfica na rodovia 262 e ele ficava a maioria do tempo sozinho La, mas acabei indo num sábado, pois ele tava de plantão sozinho não chegaria ninguém, cheguei ao local entrei e ficamos conversando enquanto ele trabalhava, e o papo passou para sexo, ele me perguntava se eu já tinha transado com alguma mulher falei que sim e contei como eu tinha perdido a virgindade com uma mulata de 28 anos eu tinha dez, foi uma loucura, pois ela era muito safada e mandava-me chupar seu bucetão (mulata geralmente e bucetuda e cabeluda), e o papo foi ficando gostoso e eu com tesão e já comecei a imaginar nos dois transando (sou muito safado e tenho uma imaginação fértil demais, minha esposa que diz isto, acho que ela ta certa), então vamos ao conto ele começou a falar em troca-troca com colegas na infância e como era gostoso, deixa-me apresentar o julho ele tinha uns 28 acho na época eu tinha sei La 15 anos, ele e mulato, tem uma pica de mais ou menos 17 cm, mas e muito grosso deve ter cinco cm de espessura e torta pra direita, ele me perguntou se queria ver seu pau e eu disse que sim, ele veio pra perto de mim e mandou-meeu pegar no seu pau por cima da calça E eu prontamente agarrei seu pau que a esta altura estava muito duro, comecei a abrir a barguilha de sua calça enfiei a Mao dentro da sua cueca e puxei aquela coisa linda pra fora, e comecei a punhetar, ele começou a passar a Mao no meu pau também que já estava duríssimo, ai ele mandou-me agachar e chupar seu pau me abaixei cheguei perto e comecei a lamber a cabeça do pau dele, quando eu olhei pra cima ele estava de olho fechado mordendo os lábios ai eu desencantei e coloquei seu pauzão na boca E comecei a chupar bem gostoso, de vê em quando saia um liquido de seu pau que era salgado e eu não gostava, depois descobri que e o liquido lubrificante que sai do pênis de todo homem, aquele momento pra mim se tornou único parecia ser o melhor do mundo, e na verdade era, pois tava matando meu tesão, foi quando ele pediu pra que eu levantasse e tirou toda sua roupa e a minha virou de costas pra mim se curvou numa mesa e pediu pra eu chupar seu cu, e eu fui em direção a bunda dele que era redondinha e lisinha bem empinadinha , abri suas nadégas e coloquei minha língua la no cuzinho rosadinho dele, ele urrava de tesão e rebolava a bundinha peguei no seu pau e comecei a punhetar enquanto chupava seu cu, ai ele pediu pra eu enfiar um dedo no seu cu e eu obediente enfiei e comecei a meter nele com o dedo foi quando ele gozou na minha Mao, muito porra branca, ai ele mandou eu me sentar-se à mesa e começou a chupar meu pau e eu gozei também, daí ele ficou de pau duro de novo e mandou-me deitar na mesa que estava sentado pegou gel na gaveta, passou no seu pauzão e no meu cuzinho, eu abri minhas pernas que nem uma putinha pronta pra levar rola, ele encostou a cabeçuda na entradinha do meu cuzinho e começou a forçar, depois de alguns minutos forçando entrou a cabeça e doeu muito eu reclamei e ele parou de se mexer, falou comigo que devia relaxar pois assim doeria menos ate eu me acostumar( e acostumei mesmo ate hoje hehe), e foi colocando devagarinho seu pau dentro de mim, tava doendo mas dava também uma sensação gostosa, daí resolvi relaxar e entrou ate o talo e ele começou a bombar devagar, tava ficando muito gostoso, ele me perguntava se tava bom e eu dizia que estava muito gostoso daí depois de uns 30 minutos ele metendo ele disse que iria gozar, e eu senti um liquido quente dentro do cu, que delicia sentir uma gozada dentro do cu, depois ele deixou o pau amolecer dentro de mim e saiu sozinho caiu porra em cima da mesa, ficamos trepando a tarde todo naquele dia, e dei pra ele muitas outras vezes chupava ele com maestria, pois gosto muito de chupar um pauzao duro, depois de um tempo me mudei pra santos me casei ele veio me visitar tentei acender nossas bricandeiras, mas acho que ele ficou constrangido porque estou casado e ele conhece minha esposa, que pena, mas como disse no primeiro conto sou homem adoro mulher, mas tenho sempre tesão em picas duras, se você que esta lendo este conto morara próximo a santos ou vier a passeio a santos e região e quiser passar momentos de prazer comigo entre em contato no meu email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar , so necessito de uma coisa descrição total, pois dentro de 4 paredes tudo e valido para o prazer com consentimento das duas partes e claro.

Ler mais: Heterosexuais



Adicionar aos teus Social Bookmarks favoritos
Reddit! Del.icio.us! Mixx! Free and Open Source Software News Google! Live! Facebook! StumbleUpon! TwitThis Joomla Free PHP
 

meu primeiro anal dei e gostei

MEU PRIMEIRO ANAL DEI E GOSTEI. Este e meu primeiro conto, como comecei a gostar tbm de homens sou bi sexual e gosto muito de chupar uma rola dura e grossa, oi meu nome e Marcio, tenho 35 anos espero que gostem deste conto e verídico, isto aconteceu quando eu tinha 13 anos, eu morava em BH e estudava no centro da cidade, neste dia bolei aula e fui passear no parque municipal, deixa eu me apresentar tenho 1,74mts, sou branco, tenho um pênis pequeno de 15 cm sofri um acidente de caminhão e hoje me encontro numa cadeira de rodas, mas isto não atrapalha eu ter e dar prazer a alguém, pois ficou ainda melhor, pois não sinto dor no cuzinho mais sinto muito prazer agüento rola de qualquer tamanho e grossura e gosto, mas vamos ao que interessa, estava passeando foi quando um homem de aproximadamente 30 anos se aproximou de mim e começou a conversar comigo, eu inocente também comecei a conversar com ele, ai ele me falou que tinha uns filmes na casa dele de acidente de carros e também de umas mulheres com peitinhos pequenos e redondinhos, eu fiquei interessado, pois nunca tinha visto um filme pornô antes (só ficava nas punhetinas com revistas pornôs) ele me convidou para ir ate a casa dele que ficava próximo na floresta, eu aceitei e fomos pro carro dele, chegamos a casa dele ele me ofereceu refrigerante e colocou um colchão no chão, pois não tinha sofá e colocou o filme pornô, ai falou para eu deitar e ficar a vontade, eu prontamente deitei, ai ele deitou também e começou a conversar comigo dizendo que tinha um sobrinho que tinha um caroço na virilha e ele estava preocupado se era normal e pediu pra por a mão na minha virilha e ver se tinha o mesmo caroço, eu consenti e ele, pois a mão dentro da minha calça e começou a alisar minha virilha, prontamente eu comecei a ficar de pau duro, ele estava atrás de mim deitado, ai ele pediu que eu tirasse a calça, pois ficaria mais fácil de ele ver se tinha o tal caroço, eu tirei minha calça e fiquei de cueca, ele continuou a alisar minha virilha ai ele pediu pra que Eu Alisasse a virilha dele tbm eu coloquei a Mao dentro da calça dele e senti que seu pau estava duro e era grande comecei alisar sua virilha, ai ele começou a pegar no meu pau e eu segui seu exemplo e peguei no pau dele era muito grosso e enorme, ele começou a passar o dedo no meu cuzinho virgem que estava prestes a ser arrombado ele massageava lentamente meu buraquinho acho que estava lanceando, pois em dado momento senti uma coisa dentro dele acho que era o dedo dele, estava ficando gostoso, daí comecei a sentir seu pau pressionar meu buraquinho virgem e fiquei numa boa ele começou a morder minha orelha e meu pescoço e começou a bombar o cara era tão experiente, hoje sei disso, pois não senti dor alguma só uma sensação gostosa no cuzinho sendo comido por um pau maravilhoso, hoje sei disso, ele ficou um bom tempo bombando no meu cu ate que gozou, pois senti algo quente dentro do cu, ele estava ofegante e ficou dentro de mim por mais uns minutos, depois ele tirou seu pau de dentro de mim e falou pra eu ir ao banheiro me limpar que meu cu estava arrombado e não teria problema em dar um cagão, fui ao banheiro me limpei vesti minha roupa e ele me levou de volta ao parque sem falar nada nem eu falei nunca mais o vi só tenho aquele pausão na minha lembrança depois disto me despertou um tesão incontrolável e comecei a transar tanto com mulher como com homem, com homem sou mais passivo, pois gosto de ser sua putinha, com mulher sou ativo eu domino, se vc que ler este conto (homem) quiser ter alguns momentos de prazer comigo e for totalmente discreto, pois sou casado e tenho grandes motivos para descrição, entre em contato comigo Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar e poderemos ter prazer sem compromisso só prazer, homens próximo a minha cidade, pois não posso viajar moro em santos, tenho tbm à fantasia de transar com um travesti, pois e uma mulher com o melhor do homem a rola.

Ler mais: Heterosexuais



Adicionar aos teus Social Bookmarks favoritos
Reddit! Del.icio.us! Mixx! Free and Open Source Software News Google! Live! Facebook! StumbleUpon! TwitThis Joomla Free PHP
 

Foda com um negro na cozinha!

Olá de novo , sou a Darlene de 30 anos , casada , e mãe de dois filhos , com 6 e 3 anos , estou aqui para partilhar com vocês um a facto real que aconteceu a 2 semanas na minha vida , um traiçao . Era uma Quarta- Feira , estava de folga, o meu marido estava no trabalho , a minha filha mais velha na escola , e o meu filho mais novo em casa da minha mãe, sem nada para fazer decidi enfiar os dedos na minha cona molhadinha , pois estava a ver um dvd xxx , e assim estava eu no meu sofá a gemer de prazer até que ouço a campainha tocar assustada visto o fio dental a presa , e vou até porta espreitar , e vejo que é o meu vizinho de frente , Marcio , de 27 anos , um homem negro , lindo ,e muito sensual , sem pudor nenhum abro a porta em cuequinha , ele engasgado diz : Bom Dia , ah meu deus Darlene , desculpe , eu volto noutra altura , ( apesar de envergonhado , olhou para a minha cona com uma enorme tesão) Eu respondo de imediato : Não , não é preciso entra ! Ele entra senta-se no meu sofá , e diz o que precisava, ele queria que eu ficasse a tomar conta da pequena dele , Diana de 5 anos , pois tinha de ir até Aveiro , eu de imediato respondo que sim , e ele começa outra conversa : Vejo que não está a trabalhar , fica em casa sozinha a fazer estas coisas? Eu aceno com a cabeça que sim , e meto dois dedos na minha cona molhadinha , eu já cheia de vontade que ele me arrebentasse o cú , disse Anda vem ! ( ele já com o pau todo teso , responde ) É para já. E despiu-se , nunca tinha fodido com um preto , ele tinha um pau enorme , mal ele se despe agarro-me ao pau sem pensar mais nada , e chupo sem parar durante quase 15 minutos , até que ele me pega ao colo e me leva para a cozinha , colaca-me em cima da bancada e começa a lamber a minha cona , depois enfia o pau , ele enterra bem fundinho na minha cona e eu gemo de prazer , fica ali num vai e vem cerca de 10m , depois põe-me de quatro e fode o meu cú , e fica ali mais algum tempo até que decide trocar de posiçao , a verdade foi que eu deixei-o comandar todo , posemos-nos na posiçao de abelha , e ali estava eu a saltar que nem uma loca , até que ele se vem , peço para se vir na minha boca , e pela primeira vez engoli o liquido todinho. Foi uma experiencia que quero repetir, nunca tive tanto prazer numa foda, a verdade é que não a nada melhor que levar no cú , se houver alguem disponivel para me foder todinha , na zona de lisboa , deixe um comentario , beijinhos !

Ler mais: Heterosexuais



Adicionar aos teus Social Bookmarks favoritos
Reddit! Del.icio.us! Mixx! Free and Open Source Software News Google! Live! Facebook! StumbleUpon! TwitThis Joomla Free PHP
 
Pág. 2 de 8

Encontros Íntimos

Encontros Amorosos